Oleosidade: 5 hábitos rotineiros para reduzi-la

Oleosidade: 5 hábitos rotineiros para reduzi-la

Oleosidade: 5 hábitos rotineiros para reduzi-la

“A oleosidade é uma produção natural do nosso corpo” - é o que explica a estetacosmetóloga Larissa Kiekow.

Ela pode ser considerada um protetor natural, que desempenha um papel importante na constituição da barreira cutânea. Afinal, ela aumenta a resistência da pele, mantendo a hidratação e diminuindo o risco de contaminantes biológicos.

A oleosidade capilar e facial ocorre por meio das glândulas sebáceas, porém não existe uma certeza a respeito da origem da produção de sebo. Sabe-se que os hormônios andrógenos (masculinos) possuem ligação com o aumento dessa produção, assim como os hormônios estrógenos (femininos) inibem essa produção.

No período menstrual, esses hormônios podem sofrer alteração e o nível sebáceo acaba sendo comprometido.

Mesmo sendo uma produção natural do corpo humano, a oleosidade pode atrapalhar e até mesmo incomodar em alguns momentos.

Por isso, neste artigo citamos #5 hábitos rotineiros que ajudam a diminuir a sua produção.

Hábito #1 - Mande o estresse para bem longe

Tensão, nervosismo, ansiedade… Esses sentimentos negativos podem causar o aparecimento de espinhas e não é mera coincidência. O estresse é um fator que estimula o aumento da oleosidade e, consequentemente, das espinhas.

Situações estressantes fazem o corpo liberar o hormônio corticotropina, que aumenta a produção de sebo da pele. A opção é buscar maneiras de aliviar o estresse acumulado como atividades físicas, meditação, leitura ou qualquer outra atividade que você considere relaxante.

Hábito #2 - Use o sabonete certo

Utilizar o mesmo sabonete do corpo para o rosto pode ser um grande agravador da oleosidade e ainda danificar a pele.

Por conta disso, é muito importante encontrar o sabonete adequado para cada tipo de pele, seja ela normal, mista ou oleosa. A dica é buscar opinião profissional para não errar no tipo e marca do produto.

Utilize diariamente um sabonete neutro, indicado pelo profissional de sua confiança e complemente com produtos especiais, como por exemplo o sabonete facial esfoliante e o sabonete facial de carvão ativado.

Hábito #3 - Retire a maquiagem

A vontade de ir pra cama sem tirar a maquiagem é grande, mas essa ação pode ocasionar o surgimento de muitos cravos e espinhas na pele.

À noite o organismo produz o óleo natural da pele. Por isso, ela precisa estar limpa e livre de substâncias agressivas.

A limpeza pode e deve ser realizada seguindo todas as etapas: demaquilante, sabonete purificante, tônico e hidratante, de preferência para uso noturno.

Hábito #4 - Não lave demais o rosto

É comum pensar que lavar o rosto várias vezes ao dia ajuda a evitar a oleosidade, porém higienizar a pele além do necessário pode acabar removendo a camada de proteção natural que existe em sua superfície. O nome disso é “efeito rebote”: quando as glândulas sebáceas produzem mais óleo para compensar a perda da barreira de proteção da pele.

Concluindo, lave o rosto sim, mas somente o suficiente para manter a higiene em dia e a sua saúde junto.

Hábito #5 - Hidrate sua pele

Peles oleosas também precisam de hidratação para não enfraquecer a barreira cutânea, além de ajudar a prevenir e controlar problemas como brilho excessivo, cravos, espinhas e até mesmo sinais de fotoenvelhecimento.

Na maior parte das vezes, os produtos para peles oleosas são livres de óleos e mais leves do que os cremes tradicionais. Eles podem ser formulados como géis, garantindo a hidratação, sem intensificar a produção de sebo na pele.

Deixe um comentário

Os comentários precisam ser aprovados antes da publicação.