. A importância da água, exercício e alimentação para a pele

A importância da água, exercício e alimentação para a pele

Você é o que come, o que bebe e as calorias que perde

Comidinha saudável, água o dia todo e atividade física dizem muito sobre nós

 

Desde que o mundo é mundo, a água representa a fonte maior da vida, portanto, essencial para a existência e a sobrevivência das mais diferentes formas de vida no nosso planeta. A sua composição é tão incrível que é capaz de dissolver inúmeros materiais, manter a temperatura estável e alimentar todo o nosso corpo.

E é justamente sobre isso que vamos falar (mas não só): como a água é essencial para nos manter vivos, hidratados e com uma pele reluzente, claro.

Se um ser humano adulto carrega mais de 60% de água no peso do seu corpitcho, dá para imaginar a sua relevância. Quando você bebe água, ajuda a transportar os nutrientes necessários via corrente sanguínea para as células, alimentando-as, e esta é uma das primeiras etapas de um longo percurso que vai terminar na eliminação dos resíduos que não foram metabolizados pelo corpo por meio da urina e das fezes.

Beber água todos os dias (se possível 2,5 litros por dia), mais do que hidratar, como se ouve por aí, mantém o rim e o intestino funcionando lindamente. E isso é o canto das sereias para quem deseja manter a pele de milhões: todas as sujidades e resíduos serão eliminados, segurando dentro do seu organismo apenas o que é necessário para manter tudo lindo!

E tudo isso na pele, qual o efeito que tem? Ah, bem, nem te conto: todos os nutrientes essenciais que a sua linda cútis precisa serão armazenados pela água, que reabastece todo santo dia o tecido. E isso significa mais elasticidade, mais vitalidade, brilho e uma boa segurada nos efeitos do tempo e sinais de envelhecimento.

Mas para que a ingestão de água cumpra uma função ainda mais completa, há outros dois aspectos que precisam ser considerados, religiosamente incluídos na sua rotina: a prática de exercício físico e uma alimentação saudável.

Vamos combinar que tem muita gente por aí que torce o nariz quando é preciso queimar caloria e trabalhar o físico. Se você é dessa safra, saiba que o envelhecimento e a flacidez do tecido dérmico, na face e no corpo, chegam beeem mais rápido e impactantes quando o seu estilo de vida é sedentário.

Isso acontece porque mexer o corpitcho estimula pra valer a produção de tudo o que uma pele firme precisa para ficar mais forte e se regenerar: colágeno e elastina, substâncias antienvelhecimento, e é a pele a primeira a receber os efeitos dos exercícios.

Por outro lado, a atividade física regular põe pra baixo do tapete o nível de cortisol, hormônio vilão responsável pelo estresse circulando pelas veias. Movimentar-se significa renovar-se constantemente, inclusive emocionalmente, e isso permite um aumento expressivo das atividades antioxidante e anticancerígenas e da saúde mental.

Moral da nossa história, pelo menos por enquanto: atividade física potencializa a oxigenação e o suprimento sanguíneo cerebral, logo, o abastecimento de nutrientes e de substâncias vitais.

E por último, mas não menos importante: a alimentação, que, quando saudável, influencia muito positivamente na saúde e na aparência da pele.

Como qualquer outro órgão do nosso corpo, a pele precisa se alimentar com nutrientes próprios e que trabalham arduamente para combater o envelhecimento da sua pele e renovar as células. Alguns alimentos indispensáveis são os que contêm as seguintes vitaminas (e também antioxidantes): A, C e E, além de minerais e vitaminas.

Tão importante quanto atentar-se ao que ingere, é saber o que evitar. Dieta balanceada deve estar livre de gorduras, frituras, açúcar e tabaco, do excesso de sal e álcool.

Tudo isso, somado e cuidado, é um combo completo para turbinar o seu skincare e desacelerar o processo de envelhecimento.

Deixe um comentário

Os comentários precisam ser aprovados antes da publicação.